Comentários sobre a utilização de roteiros metodológicos de planejamento ambiental na composição de sistemas sócio-ecológicos de natureza sustentável

E. B. Erse, A. L. Philomena

Resumen


Metodologias empregadas no planejamento e gestão ambientais são de grande utilidade quando se almeja obter uma estabilidade entre o equilíbrio ecológico e o desenvolvimento humano. Para tanto, se procura observar que a base na qual se apóia a formulação e definição de estratégias de desenvolvimento nacional, regional e setorial, deve compreender uma caracterização da dinâmica do ecossistema como um todo, a fim de uma melhor avaliação de suas potencialidades como ambientes aproveitáveis para o Homem. Assim, os componentes dos sistemas envolvidos devem ser analisados sob uma perspectiva holística, englobando as interações entre o sistema antrópico e a ecosfera que controlam os fluxos de energia existentes no ambiente. Neste trabalho, os aspectos componentes do sistema antrópico se apresentam então, como um complemento importante em uma metodologia de planejamento ambiental, onde o valor de uma determinada área necessária para manter os serviços de uma comunidade , é incluído como um parâmetro dentro das variáveis úteis para se chegar a uma imagem de sustentabilidade regional. O objetivo deste trabalho é elaborar um roteiro metodológico caracterizado pela delimitação de “ilhas de sustentabilidade”, como o resultado de um método de planejamento ambiental. As “ilhas” são delimitadas através do isolamento funcional criado pelo zoneamento de uma região. Em cada “ilha”, as áreas são tipificadas por atingir os critérios operacionais da sustentabilidade. Na ordem para alcançar esta meta, os valores da capacidade de suporte apropriada da região (o conceito de pegadas ecológicas) determinam os limites do zoneamento regional. O roteiro metodológico aqui exposto, enfoca os estuários como áreas preferenciais de estudo, destacando suas potencialidades para a atividade de aqüicultura, e visa a conservação do patrimônio genético e a biodiversidade regional destes ecossistemas.

Palabras clave


Planejamento ambiental, pegadas ecológicas, ilhas de sustentabilidade

Texto completo:

PDF


Licencia Creative Commons

Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-SinDerivar 4.0 Internacional.


GeoFocus es la revista del Grupo de Tecnologías de la Información Geográfica de la Asociación de Geógrafos Españoles. Recibe soporte institucional y técnico de RedIRIS (Red Española de I+D soportada por el Gobierno de España), de la FECYT (Fundación Española para la Ciencia y la Tecnología) y Grumets (Grupo de Investigación Métodos y Aplicaciones en Teledetección y Sistemas de Información Geográfica).